'Sonhar. Um verbo que rima com esperança' (por Daniel Lélis)

Posted: terça-feira, 16 de novembro de 2010 by Daniel Lélis in Marcadores: ,
2

Hoje a proposta deste artigo é muito clara: falar de sonhos. Não aqueles que temos quando estamos dormindo, mas aqueles que gostaríamos de ver realizados quando estamos acordados. Independente da classe social, da idade, da cor, do sexo, todo mundo tem um sonho; ou vários. Sonhar é um remédio infalível contra o pessimismo; um convite irresistível para a felicidade. É sonhando que vislumbramos as melhores possibilidades para o futuro; é sonhando que alimentamos a alma com a chama da esperança.
Desde criança, já temos expectativas para o nosso futuro. Ainda cedo, já temos uma breve noção daquilo que gostaríamos de ter ou ser. A ideia, por mais primária que seja, já reflete a necessidade que temos de estabelecer objetivos para a vida. Quando adolescentes, as dúvidas parecem querer nos engolir. Somos levados a por em cheque muitas de nossas certezas. A insegurança, contudo, não impede que sonhemos ainda mais. É o tempo em que nossos pés já não alcançam o solo. Sonhamos tanto que parece não haver espaço para mais nada. Passada essa fase, com a chegada da maturidade que inevitavelmente nos acomete, nos entregamos com mais prudência e zelo a arte de sonhar. É quando a verdade derruba nossas asinhas. Sonhamos menos, muito embora tenhamos mais ferramentas para fazer realizar os nossos sonhos. A cautela leva de nós a quase insuperável empolgação de outras épocas. A teoria, tão saborosa no passado, vai sendo sufocada pelo pragmatismo desromantizado consequente da chegada dos primeiros cabelos brancos.
Pois bem. Mas o que é preciso para realizar um sonho? Primeiro, e lógico, é preciso sonhar. É preciso instituir metas as quais você desejaria alcançar. Um pouco de otimismo é fundamental. Mas veja: nada de querer consertar as asinhas quebradas, viu?! Manter os pezinhos no chão é essencial. Igualmente, é importante não se deixar abater diante das primeiras dificuldades. Obstáculos sempre existirão. Vai chegar o momento, inclusive, em que alguém vai querer te desanimar. Finja que não ouviu. Acredite que é possível. Faça acontecer. Entregue-se com coragem, firmeza e perseverança. A batalha é árdua, é desafiadora, mas nada nesse mundo é mais gratificante que vencê-la.

***

Neste mês, como você sabe, a JFASHION completa 2 anos de história. A revista, a mais popular de Araguaina e uma das mais badaladas do Tocantins, chega a seu segundo aniversário mais fortalecida que nunca. Parabenizo-a orgulhoso, não somente por fazer parte dessa bonita trajetória, mas por reconhecer que a JFASHION é a prova DEFINITIVA de que vale a pena acreditar e batalhar pelos nossos sonhos.

Daniel Lélis
Artigo publicado originalmente na JFASHION, a revista de sociedade mais badalada de Tocantins. 

2 comentário(s):

  1. Leane says:

    ..acho que sou suspeita para falar dos seus artigos, rs rs... pois gosto de tooodos!!! Mais uma vez PARABÉNS por expor tão bem o que nós meros mortais não conseguimos... nossos sonhos em comum!

  1. André says:

    Olá Daniel, não poderia deixar de ler o seu artigo sobre "sonhar". Mais uma vez você transcende para a escrita o que pensamos e na maioria das vezes não colocamos em prática em relação a arte de sonhar, porque é sonhando que buscamos a felicidade. Parabéns! Temos sonhos, temos que sonhar e buscar realizá-los para concretude de nossos ideais, de nossas opiniões e de nossos desejos, sejam eles agudos, crônicos e incontáveis. Por isso sonhe e não perca o barca que segue o seu caminho rumo ao horizonte chamado "eu próprio" e ai sim, encontrará a verdadeira felicidade e as verdades do mundo.

    Abraço e parabéns novamente.

    André